Thiago Noronha Vieira, Advogado

Thiago Noronha Vieira

(81)Aracaju (SE)
495seguidores288seguindo
Entrar em contato

Sobre mim

Advogado trabalhista, empresarial e cível.
OAB/SE 9.750. Advogado na Magno Brasil Advogados. Membro da Escola Superior de Advocacia (ESA/SE). Atua proritariamente nas áreas do Direito do Trabalho, Direito Empresarial, Direito do Consumidor, Direito Civil e marketing jurídico. Leitor assíduo e produtor compulsivo. Contato: thiagonoronha@magnobrasiladvogados.com.br | (79) 998246050

Verificações

Thiago Noronha Vieira, Advogado
Thiago Noronha Vieira
OAB 9,750/SE

Autor (Desde Apr 2016)

Comentarista (Desde Apr 2016)

Principais áreas de atuação

Direito do Consumidor, 19%
Direito do Trabalho, 19%
Direito Empresarial, 15%
Direito Civil, 15%
Outras, 32%

Correspondência Jurídica

Serviços que realizo como correspondente jurídico
Peças
Cargas
Recursos
Andamentos
Audiências
Conciliação

Primeira Impressão

(81)
(81)

81 avaliações ao primeiro contato

Direito Administrativo

Direito Civil

Direito Imobiliário

Direito Previdenciário

Direito de Família

Direito do Consumidor

Mais avaliações

Comentários

(218)
Thiago Noronha Vieira, Advogado
Thiago Noronha Vieira
Comentário · há 16 dias
Quanta propriedade para trazer um tema espinhoso como este.

Professora
@americanejaim , que orgulho tê-la como conterrânea de militância em Sergipe. Seu artigo "pega na veia" de quem milita diariamente nos fóruns, sobretudo nos juizados especiais cíveis. É combativo em sua crítica, sem descambar para a deselegância e baixeza de argumentos. O Código de Processo Civil atual (resisto a chamá-lo de novo numa altura dessas) traz desafios cotidianos a nós, advogados e advogadas.

É muita resistência de todo um sistema, como a professora disse, arraigado em velhas práticas. Se o CPC/15 ratificou práticas já perpetuadas pela boa doutrina e jurisprudência, em determinados pontos urge como ponto de mudança - muito resistido - de alguns atores da relação processual. E não reputo esse problema somente aos magistrados (embora, como a doutora bem colocou tem sua parcela), mas a nós próprios.

Quando, por exemplo, deixamos como causídicos de empresas e deixamos de, na peça contestatória, informar a desnecessidade da audiência de conciliação (já que dificilmente tais empresas propõem acordo) e criam um ato totalmente inócuo a dialética processual.

De mais a mais, só queria saudar pela lucidez de seu artigo.
Atenciosamente,
Thiago Noronha Vieira
Thiago Noronha Vieira, Advogado
Thiago Noronha Vieira
Comentário · há 17 dias
Existem correntes doutrinárias que compreendem o CDC não apenas como uma lei material, mas também um código principiológico e processual próprio que cria um microssistema regulatório-jurídico que vai além da fase judicial, justamente pelo princípio da prevenção.

Espero ter esclarecido o porquê do título. Atenciosamente,
Thiago Noronha Vieira.

Perfis que segue

(288)
Carregando

Seguidores

(495)
Carregando

Tópicos de interesse

(88)
Carregando
Novo no Jusbrasil?
Ative gratuitamente seu perfil e junte-se a pessoas que querem entender seus direitos e deveres

Outros advogados em Aracaju (SE)

Carregando

ANÚNCIO PATROCINADO

Thiago Noronha Vieira

Rua Duque de Caxias, 109 - Aracaju (SE) - 49.01-5-32

(079) 99824-60...Ver telefone

Entrar em contato